Nova consulta

Hoje fui a uma nova consulta, porém, desta vez, escolhi um novo cardiologista que atendesse meu plano de saúde. Gostaria de ter mais opiniões sobre o problema da fibrilação atrial. Para minha surpresa o cardiologista têm fibrilação atrial permanente e os primeiros episódios foram a 40 anos. Muita coincidência!

Expliquei toda minha história para ele, e mostrei meus exames. Ele comentou que meu coração é absolutamente normal. Tem apenas um pouquinho a mais de tecido perto da válvula mitral e isso até poderia ser o motivo das minhas arritmias.

A respeito do procedimento de ablação, por ser um procedimento relativamente novo e por ter poucos especialistas no assunto, ele me sugere esperar um pouco, até a técnica seja mais bem dominada ou até mesmo evoluída. Ressaltou apenas que devo manter o cuidado com a minha tireóide e com os batimentos cardíacos durante a arritmia. Os batimentos não devem ser elevados (acima de 100 bpm) pois a longo prazo pode ser prejudicial a estrutura do coração. Se a tireóide começar a ficar incomodada pelo uso da amiodarona, terei que reavaliar e trocar a droga antiarrítmica.

Gostei muito da consulta, ainda mais por ter encontrado alguém com o mesmo problema que eu!🙂

OBS: Ressalto mais uma vez que as pessoas que leiam esse blog não usem minhas experiências como suas, sempre consultem um especialista se sentirem alguma coisa diferente. Vá ao médico!

Categorias: Arritmias, Consultas | Tags: , , | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “Nova consulta

  1. Antonio Pires

    Olá, descobri ser portador de fibrilação atrial esse ano, aos 42 anos, pois senti o coração disparar ao praticar ciclismo. Sempre fui esportista e assim q notei alguns sistomas diferentes, fui procurar um cardiologista que ao fazer exames, como eletrocardiograma, holter etc, diagnosticou FA. Em principio, comecei tomando remédio antiarritmico, fui liberado para pedalar novamente, mas depois de 2 meses, tive novo episódio, ai considerei passar ao próximo passo que foi a ablação, para resolver de vez o assunto. Fiz a ablação dia 10/out, com o Dr. Pachon, no HCor e digo que foi excepcional, correu tudo bem, agora é aguardar e verificar se não haverá recorrência, isso só o tempo dirá..

  2. Olá, retorno para comentar sobre a ablação como tratamento de fibrilação atrial. Realmente seu médico tem razão, este procedimento é novo em relação aos outros tipos de ablação. Porém existem alguns grupos no Brasil que já dominam esta tecnologia com resultados semelhantes aos grandes hospitais do mundo. É claro que todo e qualquer procedimento médico não tem garantia de sucesso mas em corações normais os resultados são animadores. A decisão de submeter-se ou não a este tratamento não é fácil e somente após conhecer bem a doença, suas potenciais complicações, a taxa de sucesso do procedimento assim como eventuais complicações a decisão deve ser tomada.
    Abraço e mais uma vez parabéns pelo blog.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: