Bulas de medicamentos

Se fossemos ler toda a bula dos medicamentos que tomamos, com certeza ficaríamos aterrorizados. Basta olhar na seção de efeitos adversos. De que adianta tomar um medicamento para um problema de saúde se vários outros podem ocorrer? Complicado! Deve-se analisar a necessidade e a relação saúde x benefício. Quem melhor pode responder a essa pergunta é claro que é seu médico. O farmacêutico também tem um papel muito relevante nesse processo e muitas vezes esse profissional é esquecido. Muitas pessoas tomam diversos medicamentos e o farmacêutico é o profissional responsável por se preocupar com as interações medicamentosas. Um exemplo: agora com a chegada do inverno, surge o problema da gripe, principalmente aqui nos pampas gaúchos. Já garanti minha vacina, mas não é garantia de que não vou pegar nenhum resfriado ou gripe. O problema é que quando fico gripado, meus ouvidos e nariz ficam extremamente congestionados por pelo menos uma semana. A sensação é terrível, acho que chego a perder uns 50% da audição com esse congestionamento. E dormir à noite é um problema. Nariz congestionado, respira-se mal e tudo isso contribui para disparar  arritmias. O que fazer para resolver? Exitem ótimos descongestionantes no mercado, mas com esse problema de arritmia não é aconselhado que eu tome pois eles provocam um aceleramento no coração. Então tenho que ficar sofrendo mesmo… fico só no chazinho e demais receitas antigas dos avós.

Tenho tomado o Ancoron (amiodarona) faz uns 5 anos. De uns 3 anos para cá passei a tomar somente durante a semana (de segunda à sexta) conforme indicação do meu médico. Por que isso? Sabe-se que a amiodarona tem diversos efeitos adversos, uns mais leves e outros que podem ser bem sérios. Um deles, não tão sério e a disfunção tireoideana. Antes de ter arritmia e tomar o Ancoron eu já tinha problema de tireóide (hipoteoidismo), então no meu caso não fez diferença.

Um problema série da amiodarona é o seu acúmulo na córnea. A amiodarona pode levar a lesão do nervo óptico, com perda visual uni ou bilateral que pode progredir para cegueira permanente.

O efeito mais grave provocado pela amiodarona é a toxidade pulmonar. Os tipos de acometimentos são os seguintes : pneumonite intersticial crônica, pneumonia organizada, síndrome da angústia respiratória aguda (SARA) e massa pulmonar solitária. A incidência é em torno de 5%. Todas as formas se caracterizam por numerosos macrófagos nos espaços aéreos, que estão preenchidos por complexos amiodarona-fosfolipídeos.

Fazer o quê? É melhor torcer para os efeitos adversos não se apresentarem. Esto atento a evolução da ablação, se continuar do jeito que está acho que não vou ter outra alternativa. Pelo menos é uma tentativa de se livrar dos medicamentos por um tempo. Digo por tempo, pois a fibrilação atrial tende a voltar mesmo após uma ablação bem sucedida. Pode voltar em 1 ano, 5 anos, 10 anos ou não voltar. Vai depender mesmo é da sorte.

Referência: http://www.medportal.com.br/artigos-cardiologia/efeitos-adversos-amiodarona/

Até a próxima!

Categorias: Arritmias | Tags: , , , | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “Bulas de medicamentos

  1. Miguel

    Boa tarde,

    Tennho taquicardia ventricular desde 2011 e desde 2012 tenho tomado Sotalol. Sei que é um farmaco que fica entre os betabloquadores e amiodarona.
    Gostava de saber se alguem toma, e quais os efeitos adversos deste medicamento, são tão graves como os da amiodarona…
    Ando proecupado com isso…

  2. Marcião

    Tive uma fibrilação atrial no fim do ano passado, e há pouco fiz um exame de ecocárdio, raio X e eletro e deu bom graças a Deus.
    Porém quero fazer um teste ergométrico, pois como falei para o médico exame deitado é mais fácil não dar nada.
    É dificil não ter medo porque mesmo que não tenha outras vezes a gente não esqueçe o pavor de ter passado por isso.Não é fácil.

    Sobre os descangestionantes nasais, não é uma boa usar. Há pouco tempo tive uma rinite e ao usar o coração parecia sair pela boca. O próprio médico já tinha avisado que não era pra usar, e o soro que geralmente uso não faz efeito.

    Gostaria de saber se no seu caso, a grande fraternidade tem ajudado alguma coisa, se ainda tem participado ou abandonou.

    • Sim ajudou bastante. Durante o período que frequentei me senti muito melhor. Tenho que voltar lá para iniciar um novo tratamento. São 2 horas por semana que auxília muito com certeza.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: