Medir a pressão arterial em casa também é importante

15464581 É cada vez mais comum o número de pessoas que possui um aparelho de medir a pressão arterial guardado em alguma gaveta de casa. Farmácias e profissionais liberais, desde que capacitados, também são uma opção para quem deseja verificar os números da pressão arterial. Engana-se quem pensa que medir a pressão fora dos consultórios médicos não é uma prática aconselhável. Segundo o professor titular de cardiologia da Faculdade de Medicina de Alagoas (Ufal), especialista em Cardiologia e Hipertensão, Marco Mota, para um diagnóstico concreto de hipertensão há a necessidade de que a pressão arterial seja medida dentro e fora do consultório médico.

As doenças cardiovasculares são uma das principais causas de mortes no mundo segundo a Organização Mundial Saúde (OMS) e a hipertensão é apontada como um dos principais fatores de risco para a doença. É considerado hipertenso aquele indivíduo com pressão arterial igual ou superior a 140/90 mmHg. De acordo com Mota, o ideal é que se faça pelo menos duas medidas antes de um diagnóstico.

É importante media a pressão arterial fora do consultório médico para evitar a síndrome do avental branco  que é quando estamos na frente do médico e ele está medindo a pressão. Normalmente ficamos um pouco mais nervosos na presença do médico e, portanto, pode afetar os resultados da pressão arterial (hipertensão mascarada). Esse sempre foi o meu caso… no consultório sempre apresentei 14/8, em casa 12/8. Mas após realizar um MAPA descobri que tenho hipertensão mesmo… Lembrando que a pressão alta é um dos fatores para desenvolver arritmias.

A automedida da pressão arterial é defendida pela Liga Mundial da Hipertensão (WHL, na sigla em inglês), divisão da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a WHL, a medida realizada por pacientes, famíliares, não profissionais de saúde, fora do consultório, representa uma importante fonte de informação adicional. O principal benefício da automedida é a obtenção de uma estimativa mais real, tendo em vista que os valores são obtidos em ambientes onde os pacientes passam a maior parte do dia.

As causas para a doença são muitas, entre elas estão o consumo excessivo de sal, dieta pobre em potássio, sobrepeso, obesidade, sedentarismo e bebidas alcoólicas em excesso, além do tabaco. Para o cardiologista Marco Mota, a medida de maior impacto para o controle da pressão arterial é a perda de peso.

Uma vez que o paciente seja diagnosticado com hipertensão, nem sempre há a necessidade de tratamento medicamentoso. O especialista lembra que os pacientes são classificados de acordo com o risco que pode ser baixo e médio, onde há tolerância para o uso de remédios. No entanto, pacientes com o risco considerado alto ou muito alto devem ser medicados.

A VI Diretriz Brasileira de Hipertensão recomenda que o indivíduo que seja hipertenso receba o tratamento com remédios. Entretanto, existe a sugestão de que os médicos indiquem uma mudança no estilo de vida do paciente nos primeiros três meses. Uma dieta controlada sem adição de sal, rica em legumes, frutas e verduras, a prática de exercícios físicos, evitar o consumo de álcool e a perda de peso fazem parte dessa mudança no estilo de vida.

Texto adaptado de: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/bem-estar/noticia/2013/08/entenda-porque-medir-a-pressao-arterial-em-casa-tambem-e-importante-4235522.html

Categorias: Uncategorized | Tags: | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: