Fibrilado

Estou fibrilado desde ontem à noite quando fui me deitar por volta da meia-noite. O problema é que dormir fibrilado não é nada agradável, aliás nem sei como eu consigo dormir. O coração fica batendo de forma esquisita e quando acordo pela manhã sinto um cansaço insuportável como se eu tivesse corrido uma maratona durante à noite.

Essa situação está ficando insustentável. Tenho medo de fazer ablação, mas acho que vai ser o único jeito de tentar uma cura para essa porcaria. Tenho recebido diversos depoimentos aqui no blog que estão me ajudando muito a tomar essa decisão.

Já são quase 12 horas fibrilado… dose pra mamute.

Categorias: Uncategorized | 11 Comentários

Navegação de Posts

11 opiniões sobre “Fibrilado

  1. Ana Giovanni

    Nem fala…as vezes tenho vontade de enfiar uma faca no peito pra aliviar a pressão…não tem posição, nada adianta eu fico entre sentir que estou com um bloco de cimento no peito, me sentindo soterrada ou pior ainda como se tivesse um monte de espinhos dentro do meu coração…

  2. Daniel Olivier

    Luiz. Blz? Fiz ablação em 26/11/2014. Tudo foi muito tranquilo. Estou na fase de recuperação e vou fazer meu primeiro retorno depois de amanhã, 06/01/2015. Estou me sentindo muito bem. Não vejo outra alternativa para quem quer ter uma vida normal de volta.
    Fiz no HCor em SP com o Dr. Henrique Pachon.
    Vá em frente, amigo, não tem nada a temer.
    Abs.
    Daniel.

    • Obrigado pelo retorno e incentivo Daniel. Espero que todos que se submetam a ablação fiquem curados definitivamente, pois acredito que o estresse até o dia da ablação deve ser bem grande!

      • Daniel Olivier

        Veja meu depoimento completo na guia das Ablções.

      • Ana

        É, de fato a necessidade de parar com a medicação 7 dias antes da ablação é meio assustador, eu estou no meu segundo dia sem remédios, mas me acalmo quando penso que é para me livrar de todo esse incomodo que tenho. Vou sem medo!

  3. Oi Luiz, nesse exato momento estou no hospital internado aguardando o convenio liberar a ablação. Tenho 39 anos e só tive 2 crises de fibrilação, a última agora dia 06.12.14. Graças que conseguiram identificar no PS. Também fiquei aproximadamente umas 12 horas fibrilando mesmo tomando medicação na veia, quando eles decidiram fazer uma cardioreversão meu coração voltou a bater normalmente. Acho q ele ficou no pânico. Rsrsrs…
    Bom, os médicos foram bem diretos, ou faz a ablação ou toma remedios para o resto da vida. Se ficar só com remédios a porcentagem de voltar a ter uma fibrilação é mais alta que a da ablação.
    Se não tratar com nem um e nem outro a resposta é simples também. Com o passar do tempo a frequencia de fibrilações aumentam, o coração sofre uma hipertrofia e fica musculoso devido ao excesso de trabalho que as taquicardias causam. E o mais preocupante, a formaçao de coágulos que podem virar uma trombose ou até mesmo um AVC se esse coágulo for para cabeça.
    Também estou com medo e preocupado nesse momento.. Mas diante disso que os medicos explicaram eu sinto que não tenho muita escolha senao a fazer a ablação.
    Provavelmente vc já deve saber sobre tudo o que falei, mas senti necessidade de compartilhar com vcs.
    Espero que encontre uma solução para seu problema e seja feliz.
    Um grande abraço,
    Henrique.

    • Muitíssimo obrigado pelo seu comentário Henrique. Boa sorte na sua ablação. Depois quando tiveres um tempo, manda um depoimento de como foi o procedimento para que eu possa publicar aqui no blog em uma seção especial. De onde você é e em que hospital estará fazendo a ablação? Abraço e novamente boa sorte pra você.

    • Paulo

      boa noite! Henrique,cara são poucas crises que vc teve,seu caso é parecido com o meu,tive 3 crises em 4 anos e o sugeri a ele a ablaçao….ele disse que são poucas as crises que tenho e só é feito em ultimo caso quando a medicaçao não faz mais efeito

  4. É esquisito mesmo às vezes vou me deitar boa e quando acordo meu coração tá fibrilando é horrível me sinto cansada e já sei que aquele dia vai ser terrível passo o dia todo com ele alterado.Minha felicidade é que isso ocorre apenas uma vez no mês .Mesmo assim é horrível fico Quietinha na cama com mendo esperando ele se a ficar caimo depois eu levanto e faço o serviço de casa.Se você LFE tem a oportunidade de fazer ablação faça logo tenho certeza de que vai ficar muito melhor.Melhoras e um abraço.

  5. Obrigado pelo apoio Ivon. Estou amadurecendo a ideia, ainda!!! Fico mais tranquilo por ver diversas outras pessoas que obtiveram sucesso em suas ablações e que publicaram seus comentários aqui no blog. E também pelo fato de meu médico me falar que é bastante conservador no procedimento para correr o menor risco possível de complicações. Vamos ver. O blog está me ajudando muito, sou meio complicado em decisões bem mais simples do que essa, então imagina o problema…

  6. ivon baldrighi

    Luiz perde esse medo e faça essa ablação. O meu calvario terminou em junho de 2013. Em setembro fou fazer a viagem dos sonhos. Fiqeui 15 dias em nova iorque e washington. 10 horas de voo pra ir, 10 pra voltar. Antes tinha medo de ir até na pizzaria comer uma pizza. Vida nova após ablação. Demorou pra vc sair deste sufoco.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: