Ablação Marcelo

Nome: Marcelo Roldan Russo
Email: marcelorusso06@hotmail.com
Idade: 33 anos
Sexo: Masculino
País: BRasil
Estado: São Paulo
Profissão: Inspetor de Produção
Medicamentos: Selozok, Ritmonorm
Pressão Alta: Não
A quanto tempo tem fibrilação atrial?: 5 anos
Já pensou em fazer ablação?: Sim

Comentário: Olá, gostaria de dar meu depoimento sobre a F.A., pois este blog me ajudou muito a decidir fazer a ablação. Hoje é dia 10 de agosto de 2014 e estou em recuperação da ablação que realizei no dia 07 de agosto.
Bem, meu pai tem F.A., mas a dele está a todo momento com ele, toma remédio, fez ablação uma vez em 2004, mas ficou com medo de uma nova ablação e decidiu viver tomando remédio para o resto da vida. Hoje, ele faz tratamento com o hospital Incor de São Paulo.
Isso é para eu informar que através dele já tive um certo conhecimento que F.A. não é legal.
Minha primeira F.A. foi em fev de 2009, fui para o hospital e retornei pra casa no mesmo dia, após remedinho na veia.
A segunda F.A. foi em Março de 2010, mesma coisa, voltei pra casa no mesmo dia e comecei a tomar selozok e AAS direto.
A terceira F.A. foi em Abril de 2011, na noite antecedente ao nascimento da minha filha, consegui melhorar e ir assistir o parto. Depois disso, o médico aumentou a dose do selozok diário e não tive mais nada, porém sou curioso e comecei a ir até os médicos e perguntar mais e mais sobre minha doença, e os médicos disseram que conforme eu ia ficar mais velho ia piorar e eu teria que mudar medicamentos e tomar anti-coagulante. Foi quando me apresentaram uma médica que me orientou a buscar a alternativa da ablação, pois eu não precisaria mais tomar remédio e teria 80% de chance de cura. neste momento ela decidiu reduzir a dose do meu remédio, e era pra eu ter feito a ablação em poucos meses, mas refuguei e não fiz por medo.
No dia 04 de Abril teve mais uma F.A., só que fui para UTI, depois para o quarto, o dia inteiro e só fui liberado após às 22:00hs, pra mim foi a gota d`água, decidi que iria fazer a ablação, enquanto tenho um bom convênio. Decidi fazer.
Resumindo: Fui internado no dia 06 de agosto, fiz um exame chamado ecotransesofágico, no dia 07 fiz a ablação, muito bem explicada pelo Dr. Hugo do Hospital Brasil em Santo André, lembrando que a equipe dele faz ablação nos principais hospitais de São Paulo. Fiquei anestesiado e com um termômetro na garganta durante o procedimento. No dia seguinte ainda fiz um exame de endoscopia para ver se estava tudo normal.
Com isso estou descrevendo agora que estou tomando ritmonorm, xarelto, pantoprazol e sucrafilm. minha perna por onde passou o cateter incomoda um pouco e tenho um pouco de dor de garganta devido aos exames e à cirurgia. Logo retorno para informar como continuou o processo da recuperação cirúrgica.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: